Chay Suede transforma Erasmo Carlos no galã da Jovem Guarda em filme focado na amizade com Roberto Carlos | Blog do Mauro Ferreira


A julgar pelas cenas vistas no trailer do filme Minha fama de mau, divulgado hoje, 8 de janeiro, Erasmo Carlos foi o galã da Jovem Guarda – posto, a rigor, ocupado mais por Roberto Carlos do que pelo Tremendão ao longo do movimento iniciado em 1965 e extinto em 1968.

A questão está na escalação do ator e cantor Chay Suede para interpretar Erasmo no filme de Lui Farias. Um dos melhores atores da nova geração, dono de talento reiterado na atuação como Ícaro na novela Segundo sol (TV Globo, 2018), Chay é bonito demais para ser Erasmo.

Gabriel Leone, ator igualmente talentoso que vive Roberto Carlos, parece mais crível como o Rei da juventude na caracterização para o filme que entra em cartaz nos cinemas em 14 de fevereiro.

Leone tem o physique du rôle para ser Roberto. Falta a Chay esse physique du rôle para entrar na pele de Erasmo, que, a rigor, de mau tem somente a fama.

Feita tal ressalva observada somente pelas cenas exibidas no trailer, o filme Minha fama de mau tem cacife para se tornar um dos grandes sucessos do cinema brasileiro em 2019.

Mais do que a trajetória de Erasmo, o filme parece estar focado na história da amizade e da parceria do Tremendão com Roberto, destacando também a presença de Wanderléa (Malu Rodrigues), terceiro vértice do triângulo central da Jovem Guarda, nessa história fraterna.

Uma das cenas do trailer, a propósito, mostra Roberto e Erasmo trabalhando na composição de Amigo, música que Roberto lançou em 1977 como homenagem ao tremendo parceiro com quem construiu obra referencial na música brasileira a partir de 1964.

 — Foto: Editoria de Arte / G1 — Foto: Editoria de Arte / G1

— Foto: Editoria de Arte / G1



Fonte: G1