Flu aguarda decisões de jogadores para construir zaga de 2019



O planejamento do Fluminense para 2019 segue caminhando a passos mais lentos pela falta de definição de quem será o treinador da próxima temporada. Porém, a diretoria já tenta resolver a renovação de alguns jogadores e fechar a contratação de outros, como no caso de Matheus Ferraz, que estava no América-MG.

Entre os titulares, todas as situações estão indefinidas. O capitão Gum, que deixou a saída em aberto após o último jogo do ano, ainda busca uma solução. O atleta quer dois anos de contrato, mas o clube deseja oferecer apenas um, o que causou o impasse. O próprio zagueiro não se opõe a reduzir o salário para permanecer. 

O caso de Digão não depende apenas do Flu. O clube já manifestou o interesse em manter o zagueiro, porém, depende da decisão do Cruzeiro. O tricolor pede para que se mantenham as mesmas bases do contrato atual, pagando apenas 50% dos salários.

Já Ibañez recebeu sondagens da Itália, mas ainda aguarda uma proposta oficial para definir se deixa ou não o Fluminense. Portanto, neste momento, a palavra é de que ele fica no clube carioca.

Conforme o LANCE! adiantou, Matheus Ferraz, que estava no América-MG, teve contrato encerrado no final da temporada e deve acertar com o Tricolor. Faltam apenas detalhes contratuais para serem conferidos.

Existe ainda o caso de Nathan Ribeiro, que atuou pelo Kashiwa Reysol (JAP) em 2018, mas não teve a cláusula de compra exercida e, por isso, volta ao Flu. No torneio local, o Kashiwa foi rebaixado para a segunda divisão. A permanência de Nathan Ribeiro no Fluminense ainda depende de alguns ajustes. O jogador foi contratado por um valor salarial baixo e tentará negociar um reajuste. Também depende da vontade do clube em contar com o atleta, este que deseja permanecer. Um novo empréstimo não está descartado.

Entre os jogadores emprestados, dois retornam para a próxima temporada: Nogueira, que estava no Figueirense, e Reginaldo, na Ponte Preta. O primeiro ainda não sabe se será aproveitado pelo Flu e depende dos acertos dos outros jogadores para saber seu futuro. Já o segundo tem chance maior de ser utilizado em 2019.





Fonte: Lance