Médicos tiram 4 abelhas vivas de dentro do olho de uma mulher


A taiwanesa He passou uma noite inteira com um incômodo nos olhos. Ao ir ao médico, descobriu que havia insetos vivos lá dentro.

Por
Ingrid Luisa

access_time

12 abr 2019, 19h08

Quando uma rajada de vento jogar algo estranho para dentro do seu olho, certifique-se imediatamente do que é. Essa é a maior lição que podemos tirar do caso da “senhora He”, uma taiwanesa que passou uma noite inteira com 4 abelhas vivas dentro do olho.

É bizarro demais pra ser verdade, mas calma que vamos explicar.

He, 28 anos, estava no Qing Minge, um festival anual chinês para homenagear os mortos. Nele, os vivos tradicionalmente enfeitam e limpam os túmulos dos entes queridos. A jovem estava tirando ervas daninhas de um túmulo quando um vento forte soprou, e algo estranho entrou em um de seus olhos Ela contou, em entrevistas sobre o caso, que achou que era apenas sujeira, e chegou até a lavar o olho com água.

Mas o incomodo não passava e seu olho começou a inchar vertiginosamente. Na manhã seguinte (depois de, provavelmente, a pior noite da sua vida) ela foi ao Hospital Universitário de Fooyin, tentar resolver o problema.  Hong Chi Ting, médico que a atendeu, contou que ficou chocado quando percebeu o que tinha dentro do olho da moça, mas agiu com cautela: “Eu vi algo que parecia com pernas de inseto, então eu as tirei lentamente e coloquei em um microscópio, uma a uma, sem danificar seus corpos”.

Caso você esteja se perguntando como alguém não percebe que tinha uma abelha dentro do olho, aqui vai uma defesa a He: os insetos tinham 4 milímetros cada, algo menor que um grão de arroz. Ninguém nunca imaginaria que eram abelhas.

No final, tudo se resolveu e He e as 4 abelhinhas passam bem (santa resiliência, Batman).

É importante destacar: a taiwanesa só não perdeu a visão e, as abelhas, a vida, porque a mulher não esfregou os olhos. Nem quando lavou com água – uma boa dica caso isso aconteça com algum de nós. 

A última dúvida que resta sobre essa história toda: como as abelhas sobreviveram dentro do olho de He? Bem, basicamente elas estavam se alimentando da umidade e do sal das lágrimas da taiwanesa.

Essas abelhinhas, conhecidas como Halictidae, são atraídas pela transpiração humana e são encontradas em todo o mundo. Geralmente elas não são agressivas e picam somente se forem tocadas.

O médico Hung disse, em entrevista coletiva, que essas abelhas normalmente se aninham nas montanhas e perto de sepulturas, o que explica o motivo de elas estarem nos túmulos dos parentes de He.



Fonte: Super Interessante