Microsoft denuncia hackers que atacam a Europa para influenciar as eleies


Grupo de hackers russos apontado como principal responsvel. Campanhas polticas, ONGs, centros de pesquisa e rgos de monitoramento da democracia e das eleies foram alvo dos ataques

O vice-presidente da Microsoft e responsvel por temas relacionados a segurana na companhia, Tom Burt, revelou ontem, 20, que foi identificada uma srie de ataques informticos na Europa. A denncia de invases em sistemas de informao europeus foi exposta em uma publicao no blog oficial da empresa e acontece meses antes das eleies parlamentares europeias, que ocorrem em maio.

Burt apontou o grupo Strontium como principais autores dos ataques. Ele pode estar associado agncia de inteligncia militar russa (GRU) e conhecido como Fancy Bear, APT28, Sofancy e Pawn Storm. A ao foi descoberta pelo Centro de Inteligncia de Ameaas e Crimes Digitais da Microsoft.

Os ataques podem significar uma tentativa de influenciar os resultados eleitorais na Europa. No comunicado, a empresa revela que as campanhas polticas no so os nicos alvos dos hackers: entram na lista ONGs, organizaes sem fins lucrativos, centros de pesquisa e rgos de monitoramento da integridade da democracia e das eleies.

O Strontium teve como alvo,entre setembro e dezembro de 2018, 104 contas de e-mail de pessoas que atuam nos segmentos de segurana nas eleies, poltica nuclear e relaes internacionais. Blgica, Frana, Alemanha, Polnia, Romnia e Srvia foram os pases atingidos.

A Microsoft informou que tem trabalhado com os rgos afetados para ajudar a minimizar os riscos de invaso digital. Para isso, a companhia prometeu expandir seu servio de segurana ciberntica, o AccountGuard, para mais 12 pases europeus, incluindo Alemanha, Frana e Espanha.


Hackers ataques virtuais vazamento de dados cibersegurana

Compartilhe com seus seguidores





Fonte: Olhar Digital