Mortos em tiroteio na Catedral de Campinas são identificados


As quatro vítimas, todas homens, foram atingidas pelo atirador Euler Fernando Grandolpho após missa na igreja. Quatro feridos foram levados a hospitais

Por
André Siqueira

access_time

11 dez 2018, 19h48 – Publicado em 11 dez 2018, 19h42

Depois de identificar Euler Fernando Grandolpho como o atirador que matou quatro pessoas e se suicidou na Catedral Metropolitana de Campinas (SP), no início da tarde desta terça-feira, 11, a Polícia Civil divulgou os nomes das vítimas fatais do tiroteio: Sidnei Vitor Monteiro, de 39 anos, José Eudes Gonzaga, de 68 anos, Cristofer Gonçalves dos Santos, de 38 anos, e Eupídio Alves Coutinho, 51 anos.

Grandolpho, que vivia em Valinhos (SP), a cerca de 10 quilômetros de Campinas, estava dentro da Catedral após o fim de uma missa que havia começado às 12h15. Ele abriu fogo com uma pistola e um revólver calibre 38 e cometeu suicídio em frente ao altar. Ainda não há informações sobre a motivação do atentado.

Quatro pessoas ficaram feridas no ataque a tiros. Duas delas foram encaminhados ao Hospital Municipal Dr. Mário Gatti: Jandira Prado Monteiro, de 62 anos, mãe de Sidnei Monteiro, e um homem de 84 anos. Jandira foi atingida por tiros na mão direita e na clavícula, mas passa bem e está em observação. Atingido no tórax e no abdômen, o idoso está em estado grave e passou por cirurgia.

Uma mulher baleada nas pernas foi levada ao Hospital de Clínicas da Unicamp e está estável; outro ferido é atendido no hospital Beneficência Portuguesa.





Fonte: Veja