Mulher nega prato de comida para homem, que mata a filha dela


A criança de seis anos desapareceu no dia 17 de abril e foi encontrada na segunda (24); assassino prestou depoimento nesta quarta

Um homem de 28 anos afirmou em depoimento prestado nesta quarta-feira (24) à Polícia Civil de Mongaguá, no litoral de São Paulo, ter matado uma criança de seis anos depois de a mãe dela negar um prato de comida.

O caso ocorreu no dia 17 de abril, quando Kauani Cristhiny Rodrigues desapareceu. De acordo com informações da Polícia Civil, o acusado de cometer o crime era conhecido da família. Ele recebia ajudas eventuais com doações de alimentos.

Ao portal “G1”, o delegado do caso, Francisco Wenceslau, do 2º DP (Distrito Policial) de Mongaguá, afirmou que o crime ocorreu após discussão.“Ele disse que ela [mãe] não quis dar comida, nem droga para ele”, disse Wenceslau.

Desde o dia 17, policiais, guardas municipais e conhecidos da família procuravam pela menina. A mãe da criança percebeu que ela havia desaparecido quando encontrou a porta da casa aberta e quarto vazio.

O corpo da menina foi encontrado na última segunda-feira (22).Cães farejadores foram utilizados e conseguiram chegar até a avenida Sorocabana, onde encontraram o corpo da criança em uma vala.

Exames
A Polícia Civil aguarda ainda laudo para saber se a criança sofreu abuso antes de ser morta. Resultado preliminar apontou que a menina de seis anos pode ter sido esganada.





Fonte: O Tempo