NBA House tentará reproduzir atmosfera de jogo para fã · Notícia · Máquina do Esporte


Desde 2016, quando montou a NBA House durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e teve uma visitação assombrosa, a NBA encontrou o melhor formato para se conectar com o fã brasileiro. Se, antes, a liga já havia tentado aproximar o basquete por meio da disputa de jogos da pré-temporada, agora a aposta é na criação de um ambiente que reproduza a cultura de torcer do americano para o fã brasileiro.

A partir do próximo dia 30 de maio, a liga tenta dar mais um passo na consolidação dessa estratégia, promovendo a NBA House durante todo o período de disputa das finais da temporada. A edição de 2019 da casa da NBA é o maior investimento feito pela liga no Brasil desde os Jogos do Rio. Durante 18 dias, a casa ficará aberta num espaço montado no estacionamento do Shopping Eldorado, em São Paulo. 

“A NBA House é hoje, sem dúvidas, a maior ativação da NBA na América Latina, pela estrutura, pelo tempo de ativação, pelas marcas e número de profissionais envolvidos, expectativa de público. Queremos dar a melhor experiência possível para os fãs, criar a mesma atmosfera que o público encontra quando vai a uma arena, quando assiste a um jogo da NBA”, disse Rodrigo Vicentini, head da NBA no Brasil, em entrevista exclusiva à Máquina do Esporte.

Rodrigo Vicentini, head da NBA no Brasil (Foto: Alexandre Loureiro / Inovafoto)

Com a abertura da casa durante todo o período das finais, a NBA quer tentar alcançar números próximos ao obtidos no Rio em 2016, quando 80 mil pessoas passaram pela casa montada na região do Porto. Em São Paulo, a casa funcionará de noite durante os jogos das finais e também o dia todo nos finais de semana.

“Será um grande parque de diversões da NBA. Vamos trazer o que a liga tem de melhor. São mais de 20 atrações, mascotes, dançarinas, entretenimento, o Troféu Larry O’Brien, Kids Club, Realidade Virtual, NBA Store, NBA Sports Bar”, completou Vicentini.

Durante o dia, a liga promoverá o “Fan Day”, com idade livre e valores a R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada). À noite, a casa abrirá nos dias de jogos, com uma característica mais próxima do que é um jogo da NBA.

“Vai ser um mergulho no universo da NBA. Será um ponto de encontro para que as pessoas possam se divertir, comer bem, respirar NBA e acompanhar as Finais da liga de uma maneira muito especial”, resumiu Vicentini.

Confira abaixo a entrevista com o chefão da NBA no Brasil:

Por que a abertura da House durante todo o período das finais?
A NBA House já esteve em algumas das maiores cidades do mundo, sempre em momentos muito especiais e oferecendo uma experiência única para os visitantes. Em 2012, a NBA promoveu a primeira edição da NBA House, durante os Jogos Olímpicos de Londres, depois a casa passou pela Espanha, na Copa do Mundo de Basquete da FIBA, e em 2015 foram duas casas no fim de semana do All-Star, em Nova York e no Brooklyn. Até que, em 2016, nas Olimpíadas do Rio, a NBA House chegou ao Brasil e foi eleita a ‘Melhor Casa’ dos Jogos em meio a 56 espaços temáticos de países, entidades e marcas. Recebemos mais de 80 mil pessoas! Agora, a NBA House desembarca em São Paulo para o período das Finais da NBA, no ápice da temporada. Será um grande parque de diversões da NBA, vamos trazer o que a liga tem de melhor, mais de 20 atrações, mascotes, dançarinas, entretenimento, o Troféu Larry O’Brien, Kids Club, Realidade Virtual, NBA Store, NBA Sports Bar… Vai ser um mergulho no universo da NBA. Vamos surpreender o público!

A House hoje é o produto mais importante da NBA no Brasil?
A NBA House é hoje, sem dúvidas, a maior ativação da NBA na América Latina, pela estrutura, pelo tempo de ativação, pelas marcas e número de profissionais envolvidos, expectativa de público… A casa vai funcionar num período de 18 dias, entre 30 de maio e 16 de junho, no estacionamento do Shopping Eldorado, uma local de enorme circulação de público, com sessões durante o dia e à noite. Durante o dia, aos finais de semana, teremos o Fan Day, com entrada livre, onde vamos receber os fãs de todas as idades, famílias, crianças, para uma tarde de muito entretenimento e diversão. À noite, teremos exibição dos jogos das finais num telão de 32m² e toda a emoção da série decisiva da temporada. Quem quiser assistir aos jogos com boa comida, bebida, adrenalina lá em cima, acompanhando todos os detalhes da decisão num ambiente parecido com as arenas da NBA, esse lugar é a NBA House. Temos muitos produtos e muitas ações importantes no país hoje, como as cinco unidades da NBA Store, que também são pontos de experiência para os fãs, plataformas como jr. nba League e NBA Basketball School, o ‘NBA Freestyle’, nosso programa semanal que é exibido aos domingos na TV aberta*, entre outras ativações com nossos parceiros. Temos fãs muito exigentes e estamos sempre trabalhando para proporcionar o melhor para eles.

De que forma a casa amplia a marca da liga para o país?
A NBA está presente no Brasil desde 2012 e sempre focada em um objetivo: no melhor que podemos oferecer aos fãs. Experiência está no DNA da NBA. Todos os dias, nosso desafio é aprimorar a experiência que é oferecida ao público, seja com transmissão de jogos ao vivo, que hoje são mais de 320 na temporada na TV, seja pelo NBA League Pass, lojas, eventos, nas ações e ativações com parceiros, como a NBA House, que vai funcionar em São Paulo no período das Finais… A casa vem ao Brasil pela segunda vez, agora em São Paulo, para esse momento de celebração do basquete. Vamos receber parceiros, amigos, fãs, famílias, será um ponto de encontro para que as pessoas possam se divertir, comer bem, respirar NBA e acompanhar as Finais da liga de uma maneira muito especial.

Por que a ideia de trazer as mascotes para o Brasil este ano?
Queremos dar a melhor experiência possível para os fãs, criar a mesma atmosfera que o público encontra quando vai a uma arena, quando assiste a um jogo da NBA. E esse ambiente tem mascotes, dançarinas, equipes de enterradas… Eles fazem parte do show, do entretenimento, da alegria de uma partida da liga. Além disso, a mascote traz uma coisa muito especial, que é a relação com as crianças, por ser tão querida, além de divertida e com um repertório incrível de brincadeiras. A essência da NBA está no entretenimento, é com esse objetivo que trazemos a NBA House de volta para o país.

De que forma a marca trabalha com os patrocinadores para a casa?
Teremos Budweiser, Gatorade e Vivo. Estamos ainda finalizando alguns detalhes para anunciar outros parceiros. Temos uma relação muito próxima e muito saudável com as marcas, que são realmente parceiras da liga em todos os sentidos, e parceiras de longa data. Buscamos sempre trabalhar em conjunto, e as ações e os resultados estão sendo extremamente positivos. Com a presença deles, podemos construir experiências mais completas para o público. A Budweiser é a nossa parceira-apresentadora, acabamos de renovar contrato e a marca vai estar na casa com diversos bares, trazendo talentos além, é claro, de estarem preparando muitas surpresas. Gatorade vai ativar com a Skills Challenge Court, uma quadra de desafios, onde os fãs vão poder mostrar suas habilidades, assim como acontece no All-Star Weekend. A Vivo vai ativar no espaço de Realidade Virtual da casa. O certo é que a NBA House foi pensada nos mínimos detalhes para que a experiência seja única e inesquecível.



Fonte: Maquina do Esporte