Os melhores títulos do Tesouro Direto para investir o décimo terceiro


SÃO PAULO – A segunda parcela do 13º salário deve ser depositada na conta de milhões de brasileiros até o próximo dia 20. Com dinheiro extra em mãos, uma alternativa para fazer esse montante crescer é aplicar em títulos públicos.

Considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura do ponto de vista de risco de crédito (calote do emissor), o Tesouro Direto, programa de compra e venda de títulos públicos, permite investimentos mínimos de R$ 30.

O investidor pode aplicar diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo a conta em uma corretora, como a Rico Investimentos, por exemplo, para intermediar as transações.

São diversos os títulos oferecidos pela plataforma, que variam de acordo com prazo, vencimento e rentabilidade. Enquanto nos títulos prefixados o investidor sabe exatamente a rentabilidade que irá receber se mantiver o título até a data de vencimento, nos títulos pós-fixados a rentabilidade é composta por uma taxa predefinida no momento da compra do título mais a variação de um indexador: taxa Selic ou IPCA (inflação).

No programa “Tesouro Direto com Ganhos Turbinados” desta quinta-feira (6) o professor do InfoMoney Alan Ghani mostra quais são os melhores papéis para investir com o 13º de acordo com cada perfil de investidor. 

Para quem precisa de liquidez, por exemplo, Ghani sugere papéis atrelados à Selic. Quem pode abrir mão disso, pode aplicar em títulos com vencimento mais longo. Todas as explicações podem ser conferidas no player acima.

Tem renda fixa sobre Tesouro Direto ou renda fixa? Envie a sua pergunta para o nosso e-mail duvidaimtv@infomoney.com.br.

Invista o seu dinheiro com assessoria de qualidade: abra uma conta gratuita na Rico



Fonte: Infomoney