Possível gravação de Anitta com Madonna é a prova definitiva de que a artista brasileira ‘chegou lá’ | Blog do Mauro Ferreira


No universo pop brasileiro, a foto de Anitta com Madonna – compartilhada pelas estrelas nas respectivas redes sociais – tem agitado a internet neste fim de semana.

“(É) sempre divertido encontrar amigos talentosos e lindos no estúdio”, escreveu Madonna, em frase que faz supor um dueto entre a cantora carioca e a eterna rainha norte-americana do pop.

Especula-se que o feat. seria para o álbum que Madonna apronta para lançar no primeiro semestre de 2019. Um possível primeiro single, intitulado Batuka, teria sido gravado com a participação de Anitta.

Outra possibilidade, menos provável, mas não impossível, seria a participação de Madonna em um dos próximos singles de Anitta.

Seja o que for, e logo o objetivo do encontro em estúdio será revelado, o fato é que essa possível conexão fonográfica de Anitta com Madonna é a prova definitiva de que a artista brasileira “chegou lá”.

E, por “chegar lá”, entenda-se ser de fato conhecida em todo o universo pop, muito além das fronteiras do Brasil.

O vídeo postado por Madonna em que uma das filhas da artista dança ao som da gravação de Indecente (Anitta, DJ Yuri Martins, Bigram John Zayas, Fuego, Luyo e Justin Quiles) – música em espanhol apresentada por Anitta em single lançado no fim de março deste ano de 2018 – mostra que, sim, Madonna já conhece o som de Anitta. O que nem chega a surpreender, já que a material lady sempre esteve atenta aos sinais do mercado e do mundo pop. Do contrário, não teria sido Madonna desde os anos 1980.

Mesmo antes dessa provável conexão com Madonna, Anitta já é uma das artistas do Brasil que mais alcançou projeção fora do país. Basta citar a atuação como técnica de recente edição mexicana do programa The Voice para ficar claro que, ao menos no mercado latino de língua hispânica, Anitta já é um nome.

Contudo, é claro que uma gravação com Madonna, se confirmada, vai elevar a cotação da carioca na bolsa internacional de música pop. As apostas são de que, em 2019, Anitta pode enfim conquistar o mercado norte-americano com uma little help da amiga Madonna.

 — Foto: Editoria de Arte / G1  — Foto: Editoria de Arte / G1

— Foto: Editoria de Arte / G1



Fonte: G1