Ricciardo revela explosões de raiva regulares em 2018 – Fórmula 1



Daniel Ricciardo afirmou que ‘explodiu’ em várias ocasiões, quando as coisas não correram bem durante a temporada de 2018.

O piloto terá o prazer de deixar uma péssima temporada para trás, com oito abandonos, mais do que compensando suas duas vitórias na China e em Mônaco.

Ricciardo disse que suas frustrações muitas vezes levaram a melhor, começando desde o início da temporada no GP em ‘sua casa’.

“Tudo começou em Melbourne, antes mesmo do início da temporada”, disse Ricciardo em uma entrevista com Max Verstappen, no Red Bull’s On The Sofa.

“No treino livre, recebi uma penalidade por não diminuir o suficiente para aquela bandeira vermelha”.

“Uma semana depois, tentei canalizar essa energia para o Bahrein, e minha corrida terminou depois de uma volta…”.

“E lá estava o punho (através da parede) em Austin, e Austin foi o pior. Austin, eu não sei porque, acabei chegando a uma baixa real”.

Olhando para trás em sua carreira na Red Bull, Ricciardo revelou que o seu pódio na Hungria em 2015, representou um momento realmente importante na sua carreira.

“Muita coisa aconteceu em 2015, mais em um nível pessoal, com a vida”, acrescentou Ricciardo.

“O falecimento de Jules (Bianchi), me afetou mais do que eu jamais teria pensado, e eu tive algumas outras coisas acontecendo na minha vida naquela época, que de certo modo me moldaram na próxima versão de quem eu sou”.

“A primeira corrida de volta, foi Budapeste e esse foi o meu primeiro pódio naquele ano, um duplo pódio para a equipe, e lembro que o final de semana inteiro foi muito emocionante”.

“Por conseguir um pódio, senti-me enorme, foi um enorme alívio e um momento de gratidão”.

“Isso foi muito importante. Em 2015, foi uma alta muito grande para sair tão baixo depois”, finalizou.





Fonte: Lance