Robson Conceição atropela argentino e se mantém invicto no profissional



Não foi rodeado do mesmo público que gritou a cada gesto durante a conquista do ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, mas Robson Conceição abriu um belo sorriso na noite deste domingo, em seu primeiro compromisso no boxe profissional em solo brasileiro.

Em uma luta “relâmpago, o baiano manteve a invencibilidade ao nocautear o argentino Sergio Ariel Estrela, pelo super-pena (até 60kg), na quinta edição do Boxing For You, no Portobello Resort & Safári, em Mangaratiba (RJ), em evento só para convidados. O resultado foi decretado a 1m54s do primeiro round.

Robson agora tem 12 triunfos (seis por nocaute) em 12 combates, o que mantém a expectativa de sua equipe para uma sonhada disputa por titulo mundial. Diante do oponente, o nocaute era visto como obrigação. 

– Eu não subestimo ninguém. Entrei com calma e motivado pelo carinho da torcida. Fiz uma preparação muito boa para esta luta e acho que por isso foi tão rápida. Meu foco é lutar pelo título mundial este ano ainda – falou Robson.

Medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, Adriana Araújo deu mais um passo no boxe profissional. A baiana nocauteou a pernambucana Elaine Albuquerque, a 1m49 do primeiro round, em duelo da categoria meio-médio (até 66 kg). Foi a terceira vitória dela, que segue invicta.

A plateia teve nomes de peso, como a jogadora de vôlei de praia Talita, o ciclista Henrique Avancini, atual terceiro colocado do ranking mundial de mountain bike, e o ator Malvino Saldador.

Na abertura do evento, pelos meio-médios (até 66,678 kg), o paranaense Fernando ‘Black’ da Silva venceu o sul-mato-grossense Paulo Martins. Ambos fizeram sua estreia no profissional, em um esforço da organização para dar visibilidade a novos talentos pelo país.

– Me inspiro muito no meu treinador. Ele conseguiu patrocínios para que eu conseguisse entrar no profissional. Estou tremendo. Mal consigo falar. Um evento dessa grandeza. É muito difícil – falou Fernando.

Em seguida, em duelo de paulistas, Eduardo “Pará” Costa nocauteou Wallace Moraes “Canhoto de Ouro”, no super-penas (até 58,967 kg). Pela mesma categoria, o gaúcho Roger Guterres nocauteou o paulista Benedito Neto.

Com três participações olímpicas, Robenilson de Jesus teve um desafio duro, mas derrotou o curitibano Agnaldo Valerio após seis rounds, no peso-pena (até 57 kg), por decisão unânime dos juízes.

* O repórter viaja a convite do Boxing For You





Fonte: Lance