Vasco buscará reforçar o gol caso saída de Martin Silva se confirme



A provável saída de Martin Silva vai fazer o Vasco ir atrás de outro goleiro nesta janela de transferências, de olho em 2019. A cúpula do futebol cruz-maltino, liderada pelo presidente Alexandre Campello, vê a necessidade de reforçar o setor, caso a saída do uruguaio acabe se confirmando. Martin Silva, vale lembrar, recebeu propostas do Cerro Porteño e do Libertad, ambos do Paraguai, e busca por meio de Régis Marques, seu empresário, uma rescisão amigável para deixar São Januário após cinco anos. A tendência é pela saída do goleiro, que chegou a São Januário em 2014 e possui uma dívida de mais de R$ 1 milhão a receber, o que abriria mão para sair.

Além de Martin Silva, o Vasco contou na reta final do Campeonato Brasileiro com os goleiros Fernando Miguel e Jordi. O primeiro assumiu o posto de titular do gol cruz-maltino com o comando do técnico Alberto Valentim, justamente após uma sequência de falhas do uruguaio, com o ápice sendo considerado o lance no último minuto da derrota para o Grêmio, mês passado, o qual o Vasco sofreu um gol e deixou o empate, fora de casa, escapar. Mesmo se não tivesse sofrido com dores nos jogos finais, seria reserva de Fernando Miguel, como o próprio Alberto Valentim confessou em uma das suas últimas entrevistas coletivas de 2018.

Hoje, Fernando Miguel é considerado titular da equipe pelo técnico Alberto Valentim, mas Jordi, atual terceiro goleiro do Vasco, não é visto como um bom reserva imediato, ainda mais em consideração que são mais de 50 partidas que são disputadas ao longo de uma temporada. Gabriel Félix, que retorna do empréstimo ao Fortaleza nesta última Série B do Campeonato Brasileiro, deve ser emprestado novamente em 2019 – apesar de ainda não ter uma confirmação sobre se a cria da base será aproveitada, aguardando-se uma definição final do planejamento da comissão técnica de olho na estreia no Campeonato Carioca, contra o Madureira, na terceira semana do ano que vem.

Outro goleiro do elenco do Vasco, que chegou a ser chamado para o profissional em algumas oportunidades neste ano, João Pedro, das categorias de base de São Januário, é visto com enorme potencial, mas ainda sem experiência para assumir a responsabilidade entre o time principal. Para ele, a cúpula do futebol cruz-maltina aguarda por um maior período de experiência antes de dar este grande passo na carreira do jogador. Diante destas opções, caso a saída de Martin Silva seja confirmada, o Vasco irá buscar reforçar o setor, para que nas vezes as quais Fernando Miguel não tiver em condições de jogo, o time mantenha o nível no gol e não seja prejudicado dentro de campo.





Fonte: Lance