Woody Allen fecha contrato com produtora espanhola para próximo filme


Diretor move ação contra a Amazon, que optou por não lançar o filme ‘A Rainy Day in New York’ após acusações de abuso voltarem a ser discutidas

access_time

22 fev 2019, 13h28

Woody Allen deve voltar à ativa em breve. Após a Amazon ter rompido relações com ele e engavetado seu filme mais recente, A Rainy Day in New York, o cineasta fechou uma parceria com a produtora espanhola Mediapro. As informações são da revista americana Variety

Allen e a Mediapro já trabalharam juntos em dois dos maiores sucessos do diretor: Vicky Cristina Barcelona (2008) e Meia-Noite em Paris (2011). A produtora ainda não divulgou nenhum detalhe sobre o projeto mas, segundo o jornal espanhol El País, a equipe de Allen tem pesquisado locações na Espanha, na região do País Basco.

No início de fevereiro, Allen entrou com um processo contra a Amazon por quebra de contrato. A marca havia se comprometido a produzir e distribuir quatro longas-metragens do diretor, mas nunca lançou o primeiro título a comédia A Rainy Day in New York, estrelada por Timothée Chalamet, Selena Gomez, Elle Fanning e Jude Law. O filme foi finalizado em 2017, justamente quando, na esteira do movimento #MeToo, uma antiga controvérsia envolvendo o cineasta voltou à tona.

Allen foi alvo de um processo em 1992, quando Mia Farrow o acusou de abusar da filha adotiva do casal, Dylan Farrow, de 7 anos. Os dois viviam uma separação turbulenta na época, por conta da descoberta de que Allen estava se relacionando com Sun-Yi Previn, filha adotiva de Farrow com André Previn. A justiça inocentou Allen e arquivou o caso, e ele e Sun-Yi estão casados até hoje.

Com a onda de denúncias de assédio e abuso sexual no mundo do entretenimento, o caso de Woody Allen voltou a ser lembrado. Em janeiro de 2018, Dylan Farrow deu uma entrevista reafirmando a acusação. A partir disso, uma série de atores como Timothée Chalamet, Colin Firth, Greta Gerwig e Rebecca Hall foram a público declarar que se arrependiam de ter trabalhado com o diretor, ou que não o fariam novamente.



Fonte: Veja